Cuidados com a pele do seu automóvel

Posted: 18 de Fevereiro de 2013 in Dicas
Tags: , , ,

Os assentos e outras partes em pele dos automóveis, normalmente só são lembradas quando vemos que já estão a começar a ficar danificadas. Este artigo servirá precisamente para saber como cuidar da pele e evitar a sua degradação. Como se trata de um material sensível e que apesar de não ser difícil tem algo que saber, este será um artigo um pouco mais longo que o normal, mas se tem um carro com interior em pele vai valer a pena ler.pele

O BÁSICO

Quando devidamente cuidada a pele pode durar toda a vida do carro. Bem tratada esta pode durar até 5 vezes mais do que os tecidos sintéticos devido à sua composição natural. Com o tempo os óleos corporais e a sujidade entranham-se na pele fazendo com que esta fique suja, assim se não se tratar com regularidade ou se se tratar de forma incorrecta começam a aparecer rachadelas e começa a descolorar. Usando os produtos e técnicas correctas podemos prevenir estas situações mantendo assim a pele suave, flexível e duradoura.

PORQUE DEVO ENTÃO LIMPAR E PROTEGER A PELE?

A maioria dos proprietários nunca limpa ou protege a pele, por isso, normalmente ao fim de 3 ou 4 anos ela já está rachada, sem brilho e muitas vezes sem cor. Há muitas razões para tratar convenientemente da pele do seu carro, mas se ainda não está convencido, apresento-lhe algumas das principais:

Óleos e gorduras são facilmente absorvidos pela pele devido à sua porosidade. Os óleos libertados pela pele ou pelo cabelo são transferidos para a pele e danificam a proteção que ela tem.

Animais de estimação e a pele tendem a dar-se mal. Os óleos libertados pelo corpo, o pelo solto e as suas patas sujas contribuem para a transmissão de fungos e podem manchar a pele.

Derrames são frequentes dentro de um carro, seja de agua, iogurte ou outros líquidos. Qualquer acidente destes vai manchar e deteriorar a pele.

O Pó é uma presença frequente dentro dos nossos carros. Com o tempo o pó assenta em todas as superfícies, incluído na pele, e impede que ela absorva os nutrientes presentes nos produtos de protecção.

O tempo, ou seja, o clima deve ser o factor mais prejudicial para a pele. Os raios UV atingem e penetram na pele causando a sua desidratação e perda de brilho.

 

 

Com que frequência devo limpar e hidratar a pele?

Se mantiver a rotina de tratar frequentemente da pele, não terá grandes dificuldades em mante-la sempre impecável. Embora seja preciso limpar a pele primeiro para depois a proteger, uma vez que ela seja protegida a primeira vez já não precisa de a limpar tantas vezes, podendo usar apenas um produto 2em1 que limpe e proteja ou mesmo tempo. Nos nossos carros, o banco do condutor precisa normalmente de mais atenção do que os outros, por isso recomenda-se que este, assim como o apoio de braço e o volante, seja condicionado (hidratado) pelo menos de 3 em 3 meses. Todos os outros acentos e superfícies em pele deverão ser limpas e condicionadas de 4em4 ou de 6em6 meses. Seguindo estas indicações a pele do seu carro deverá manter-se livre de contaminantes, permanecendo limpa, brilhante e duradoura.

 DICAS PARA LIMPAR A PELE DO SEU AUTOMÓVEL

Em vez de soluções rápidas estas dicas vão ajudar a cuidar da pele adequadamente e produzir melhores resultados e mais duradouros.

Saiba o que vai limpar

Uma das coisas mais importantes a saber antes de limpar a pele é o tipo de sujidade que temos presente. O tipo de sujidade presente vai determinar que tipo de produto vamos usar para limpar. Por exemplo, limpar substâncias orgânicas pode ser feito com produtos pouco agressivos, já substâncias  como tinta de caneta ou manchas de tinta transferidos da roupa precisam de um produto com mais poder de limpeza, logo mais agressivos.

Nunca limpe sem condicionar de seguida

Quer queira ou não, limpar desidrata sempre a pele. A pele é porosa e absorvente, logo os químicos presentes no produto de limpeza não só estão a limpar a superfície, como estão também a deixa-la sem protecção e desnutrida. Depois de limpar hidrate sempre a pele para repor os nutrientes e deixa-la com uma textura suave novamente. Lembre-se que o processo de limpeza nunca está completo até esta ser condicionada.

Nem sempre é preciso uma escova

Muitas vezes a sujidade pode ser removida apenas com um aspirador e um pano de microfibra. Como o couro é uma superfície macia, não queremos ataca-la com uma escova de cada vez que fica suja. Tal como na primeira dica é preciso escolher as ferramentas adequadas para o tipo de sujidade que temos, caso contrário podemos estar a ir “longe demais” sem qualquer necessidade. As escovas são muitas vezes usadas sem necessidade para o tipo de sujidade presente, mas se tiver mesmo que a usar certifique-se que usa uma escova macia e de preferência de pelo natural. Evite escovas de pelo muito duro ou de plástico, porque podem danificar a pele.

Os produtos são tão importantes como a técnica

A escolha dos produtos é fundamental para que o trabalho apresente no fim o resultado desejado. O produto de limpeza deve ter PH neutro e ser especificamente formulado para limpeza de pele, pois assim a desidratação vai ser amplamente minimizada. O produto de hidratação à semelhança do produto de limpeza convém ser formulado especificamente para a limpeza de pele. Só assim estamos a dar à pele os nutrientes que ela precisa. Produtos de hidratação da pele humana são proibidos no uso da pele do automóvel.

Comentários
  1. uma lista fantastica, já imprimi isto e coloquei na oficina

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s